AVISO IMPORTANTE!
Prezados leitores, o ciclo desse site chegou ao fim. Foram 5 anos contribuindo com a divulgação e o conhecimento geográfico.
Novos compromissos e falta de tempo vêm me impedindo de mantê-lo atualizado como queria.
Contudo, as postagem desse site estão sendo transferidas para outro espaço online. Trata-se do Blog do Prof. Alexandre, não deixem de acessá-lo:
A todos que por aqui passaram nesse lustro minhas mais altas considerações.
Alexandre.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

A civilização de Tiahuanaco


Nas proximidades do lago Titicaca na Bolívia numa altitude de 3.800 mts, houve uma cidade que representou o centro cultural de uma das civilizações mais misteriosas do mundo - o povo de Tiahuanaco. Estudos comprovam que regiões onde hoje se encontram Peru, Bolívia, norte da Argentina e do Chile foi ocupada por esse povo. Arqueólogos bolivianos e peruano reivindicam os centros culturais para seus respectivos países, os bolivianos fixam-no na própria Tiahuanaco, já os peruanos sustentam que a cidade de Huari no Peru era o verdadeiro centro da civilização. A cultura que esse povo desenvolveu nessa região é uma das mais misteriosas e ricas que se estudam. As controvérsias não são poucas. Além de investigações científicas há também aquelas de cunho esotéricos, a começar pela data que tal civilização surgiu e se desenvolveu, elas podem variar aos impressionantes 300 mil anos, ou 20 mil anos [1], outras fontes especulam algo em torno de 13 mil anos. Mas o carbono 14 nos dá a idade de 1.500 a.C, como o início da cultura que se desenvolveu naquela região.
Porta do Sol.

Fragmentos arqueológicos são abundantes no local, há indícios (dotados de certa seriedade) que o fundo do lago Titicaca detém importantes ruínas da antiga Tiahunaco, muitos arqueólogos concordam que a cidade foi portuária no passado mas as explicações sobre prováveis inundações ainda não chegaram a um consenso. De suas esculturas talvez a mais famosa e importante seja a Porta do Sol, esculpida num único bloco de pedra, especula-se que as suas inscrições representam um calendário de um ano solar, os mais céticos afirmam que as inscrições são apenas decorativas, quando muito, relatam alguns ocorridos locais. Outras peças arqueológicas como cabeças de estátuas enormes, cerâmicas, escadas, portões, pilares, portões, etc. Completam o maravilhoso e enigmático cenário onde se desenvolveu esse povo.



Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...